quarta-feira, 20 de abril de 2011

Políticos de Cordel

Às vezes tem certas coisas
Que a gente não pode deixar passar
Essa Internet é uma boa
Porque nos faz pensar

Esse cara eu não sei
Se é bom ou um canalha
Mas nessa música, sem dúvida,
Não há quem encontre falha

Vou escrever, não colar
Pra tentar não me esquecer
Que o passado é igual,
Vamos então ver:

Políticos de Cordel
Juca Chaves

'Políticos de cordel, qualquer semelhança com políticos vivos ou mortos é mera coincidência premeditada"

Esse brasil é um puteiro
A quiaína dá de novo,
Pois a puta é o próprio povo,
O  fregues ou é banqueiro,
Comerciante ou ladrão.
Político é o cafetão,
A polícia cafetina,
A imprensa a cocaína que vicia o cidadão.
Um médico é o charlatão,
Charlatão é o doutor,
P estudante é um professor,
O  professor um vilão e o artista um marginal.
Ontem, hoje tudo igual e amanhã será o que,
Se a justiça é um crupiê? Vence a banca é natural!
Afinal quem é que fez essa grande confusão?
Foi um herói português que expulsando outro francês afundou essa nação.
Pois agora a solução é embrulha-la num jornal,
Devolve-la à Portugal e depois pedir perdão.
Presidente é quem preside, governador, quem governa.
Como aqui é uma baderna, um cantador do nordeste disse uma frase batuta:
"Se bicudo vem de bica e se grota vem de gruta, conforme a palavra indica, deputado vem de puta"!
Deus ajude que não morra o jeitinho brasileiro.
Somos putas então, porra, que viva o nosso putero!

A verdade dói! Acorda, Brasil!

quarta-feira, 13 de abril de 2011

Quando é que alguém vai fazer algo?

13/04/2011 - 04h20 - Multa de trânsito vai deixar "nome sujo" em São Paulo - A Prefeitura de São Paulo ampliou o cerco a 690 mil pessoas e empresas que não pagaram 2 milhões de multas de trânsito de 2006 a 2009. A partir de agora, a gestão Gilberto Kassab irá protestar os débitos em cartório, levando o nome do devedor ao cadastro de inadimplentes, informa a reportagem de José Benedito da Silva publicada na edição desta quarta-feira da Folha. 

 Essa notícia é apenas mais um dos absurdos. O trânsito, juntamente com suas "leis", é uma imoralidade. A lei deve ser feita para o povo, e não o povo para a lei. Antes de criar métodos para obrigar as pessoas a pagarem multas, que acham de instituir um sistema JUSTO para as pessoas se DEFENDEREM de multas? Multas ridículas, aplicadas por máquinas, num sistema esquematizado propositalmente para MULTAR, e não para disciplinar o trânsito?

segunda-feira, 4 de abril de 2011

O que aconteceria se....

Jesus voltasse e dissesse aos evangélicos que o diabo não existe?

quinta-feira, 31 de março de 2011

Receita médica

Há algum tempo descobri que sou hipertenso. E, há pouco tempo, descobri a "Farmácia popular", onde o governo (isto é, você!) paga grande parte do meu medicamento.
O engraçado é que a burocracia para se conseguir comprar na "Farmácia popular" exige a apresentação da receita médica.
E a receita médica tem validade de 3 ou 4 meses (não lembro direito).
E a anta do meu médico me deu uma receita com validade de 6 meses.
Isso quer dizer que, depois de 4 meses, é preciso apresentar uma receita nova, na farmácia.
Hoje, que preciso comprar mais comprimidos, fui trocar a receita.
A consulta só seria marcada para o dia 12.
A atendente deu de ombros e disse "Aí não tem jeito".

Xingamentos mentais à parte, alguém me responde: por que é que é preciso ir a cada 3 (ou 4, não lembro) meses ao médico para "renovar" uma receita de um medicamento que estou condenado consumir pelo resto da vida?

Opinião sobre homosexualismo

Não sou muito interessado nesse assunto, mas quando vi a matéria http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/896045-bolsonaro-diz-que-esta-se-lixando-para-homossexuais.shtml , também dei uma olhada em http://blogay.folha.blog.uol.com.br/arch2011-03-27_2011-04-02.html#2011_03-30_14_38_47-159984795-0 .
Em primeiro lugar, gostaria de lembrar que estou falando sobre um assunto (homosexualismo), e não sobre qualquer pessoa em especial.
Acredito que o homosexualismo é um erro. Assim como colocar gasolina no escapamento do carro é errado. Quem quiser colocar, coloque. Mas está errado. Não cumpre a função.
Evidente que a evolução (ou criação, não importa), criou os sexos com uma determinada função. Se algo não cumpre sua função, está errado. Seja lá qual for o motivo.
Se for genético, não se pode responsabilizar os indivíduos, mas não deixa de ser errado.
Se for "doença", também não há responsabilidade do praticante, mas continua sendo errado.
Se é opção, é mais errado ainda, pois a pessoa está, conscientemente, escolhendo colocar gasolina no escapamento do carro.
Se é "coisa do capeta", continua sendo errado.
Enfim, não consigo imaginar uma única razão que justifique (isto é, se permita considerar "certo") o homosexualismo.
E muito menos as "campanhas" e a aceitação desse status como "normal".
E ponto final.